Consultoria ambiental e Segurança do trabalho.

Ligue já: (38) 3015-3067
WhatsApp: (38) 99853-3067
Intervalo maior para o teste de Estanqueidade? Sim, é possível! - Soluções Rocha
O Ministério do Trabalho emitiu para todos os mais de 4.400 postos de Minas Gerais uma notificação indireta com 26 exigências e 16 orientações. A princípio a Revenda enxergou apenas más notícias já que praticamente todas as demandas necessitam de investimentos financeiros altos, bem no momento de crise que o setor, e toda economia, atravessam.
 
No entanto, há de se encontrar recursos para transformarmos esse ‘limão’ em uma bela e saborosa ‘limonada’. Isso é possível, por exemplo, para os postos que instalarem o Sistema Eletrônico de Monitoramento Intersticial, exigido no item 20do Termo de Notificação Indireto emitido pelo TEM (Ministério do Trabalho e Emprego).
 
Atentamos ao fato de que não há prazo para esta instalação e que sistema de detecção de vazamentos e de medição de estoque (previsto no item 26 com prazo de execução de acordo com a Portaria MTB 1.109/2016) são coisas distintas e podem ser adquiridas separadamente.
 
O que poucos clientes se atentaram foi ao fato da Deliberação Normativa COPAM nº 108, que trata das condicionantes ambientais para Postos de Combustíveis em Minas gerais, constar a possibilidade do aumento da periodicidade dos testes de estanqueidade para tanques que possuem esse sistema. Veja:
 
Observe que, caso seu tanque tenha sido instalado de acordo com a NBR13.785, tenha parede dupla e o MONITORAMENTO INTERSTICIAL instalado, o prazo para realização da estanqueidade passa a ser de 5 em 5 anos.
 
É importante que os proprietários de Postos Revendedores de Combustíveis, de posse dessas informações, revejam seus contratos de prestação de serviços e observem se esses prazos estão considerados, pois representam grande economia ao negócio.

© Copyright 2017 - Soluções Rocha - Consultoria ambiental Segurança do Trabalho em Montes Claros / Consultoria ambiental em Montes Claros